domingo, 23 de março de 2008

ESTOU DE VOLTA! PARA FICAR!

Oi, pessoal.

Lembram de mim? Sou o Eddie Wood, dono deste blog. Fazia um bom tempo que eu não postava, mas, de tanto meu pai (o JF, lá do blog do JF – www.blogdojf.blogspot.com) insistir que eu devia retomar, eu acabei voltando.

Antes era muito mais fácil para escrever. Eu morava em São Paulo, em apartamento, não tinha muito que fazer durante o dia, a não ser dormir. Agora está mais difícil. Tenho muito pouco tempo disponível. É que eu me mudei para o sítio, em Itatiba-SP, e tenho muita coisa para fazer. Minha vida mudou muito, apesar de me prenderem. Bom, prender é um tanto modo de dizer. Na verdade, eu fico solto dentro do alambrado que circunda a sede. Algo assim como uns 6 mil m2. O que eu gostaria, mesmo, era de ficar solto pelo sítio inteiro, ir passear nos sítios vizinhos, talvez dar uma chegadinha na cidade, e (não contem para meu dono o que eu vou dizer; só estou falando para vocês) a exemplo do que fazia, no passado, Sir Lancelot, Lance para os íntimos, sair por aí para umas noitadas alegres. Muita bebida, muitos petiscos, e, sobretudo, umas cadelinhas bem bonitinhas. Orgias, mesmo, como diriam vocês, humanos. Sir Lancelot era um outro cão da mesma gloriosa raça que eu: um beagle. O Lance morreu com 16 anos de idade, ao se meter numa tremenda briga com outros cachorros, na disputa por uma cadelinha jeitosa. Aliás, quando o Lance morreu, metade dos cachorros de Itatiba tinham cara de beagle, rabo de beagle, patas de beagle. Dizem as más línguas que eram todos filhos bastardos dele. É possível! Nós, beagles, gostamos de uma farrinha! Hehehehehehehe

Aqui no sítio, tem uma cadelinha que está doidona por mim. É a Bilisca. Mas isto é uma história que eu deixo para contar para vocês em uma próxima postagem.

Por enquanto, só estou reabrindo meu blog. E, ainda, para dizer para vocês que estou também no Orkut. Vou postar, aqui no meu blog, algumas das minhas histórias engraçadas. Tenho uma irmã, a Lu Farias (acho que vocês conhecem, ela tem o blog Eeepa... http://eeepa.blogspot.com/ ). Pois é! Essa minha irmã Lu Farias e meu pai JF se comprometeram de me ajudar com o blog. Eu vou ditando e eles digitam. É que é muito difícil, para um cãozinho pequenino, de apenas 15 Kg, ficar digitando com apenas três dedinhos em cada pata.

É isso! Vou parando por aqui, mas depois eu volto. Por favor, espero corresponder-me com uma porção de cadelinhas bonitinhas. Com cachorrinhos eu também me correspondo, mas com muito respeito, hein? Olhem, não sou preconceituoso. Também aceito corresponder-me com gatinhas, com coelhinhas, com tigrezinhas, com girafinhas, etc.

Uma lambida bem carinhosa no nariz de cada um de vocês.

Ed

2 comentários:

Vera Coelho disse...

Edd você sabe quete amo, não que eu seja uma cadelinha, é que tenho uma, talvez não tão jeitosa como a sua paquera, mas a Tiffany é muito fofa, lembra a Fafá de Belém. rsrsrsrs Conheço seu jeito brincalhão de pular sobre os sofás, pegar a bolinha, querer escapalhar pela porta. Imagino que aí você está livre e solto. Cara, vc não tem mais idade para farriar, vê se fique quieto nessa área que seus queridos pais reservaram, afinal não é tão pequeno assim. Beijo no seu fucinho. Tia Vera

Luciana Farias disse...

E é bom tratar de escrever sempre, viu, seu malandro???

beijão...