segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

O LAGO

Oi, pessoal.

Vocês nem imaginam o que aconteceu comigo. Caí no lago! Eu, um pobre cãozinho cujos seis primeiros anos de vida foram passados dentro de um apartamento! Eu, que imaginava que o mundo todo fossem apenas aquelas paredes!

Quando mudei-me para o sítio, há três anos, nem imaginava que existisse tanto espaço no mundo. Conheci um monte de bichinhos diferentes, como os passarinhos, os sagüis, as capivaras, os patos... Quando matei um tatu, mãe Nina ficou brava prá caramba! E eu ia saber que não se mata esse bicho? Ninguém me falou nada! Esqueceram-se que nós, os beagles, somos caçadores por natureza? E também ficou brava quando matei um rato e o escondi embaixo da cama dela e do pai JF. Eu não queria que ela visse, mas, me esqueci dele e, depois de alguns dias, os dois começaram a achar estranho aquele cheiro de rato podre dentro do quarto... KKKKKKKKKKKKKKKKKKK! Tomaram o maior susto quando o encontraram.

Mas, voltando ao assunto do lago. Os patos estavam nadando e eu, na margem, latindo para eles. De repente, perdi o equilíbrio e, tchibum, caí na água. Gentes, nem conto prá vocês. Não senti nada embaixo dos meus pés. Só a molhação. Foi um desespero! Tentei sair, mas, à minha frente, era um baita barranco e eu não conseguia subir. Mais para a frente, tinha um lugar mais baixo. Nadei até lá e tentei sair por ali, mas era muito íngreme e eu escorregava para dentro da água, novamente. Comecei a latir e a ganir desenfreadamente para chamar a atenção das pessoas. Deu certo. Não demorou muito e lá apareceu pai JF. Com muito esforço, ele conseguiu me agarrar pela coleira e me puxou para fora da água. Meu herói!!!

Mas, essa história toda me fez perceber uma coisa: eu sei nadar! Eu não sabia disso. Ora, se sei nadar, por
que ter medo de entrar no lago?

E foi assim que, a partir daí, quando estou com calor, vou mergulhar no lago. Nado, nado, nado, e saio por uma prainha que descobri que é bem fácil. Só que essa prainha é um lodaçal e eu saio completamente enlameado. Sujo prá leitão nenhum botar defeito! Aí vem a parte chata. Mãe Nina não me deixa entrar em casa enlameado desse jeito e me dá um tremendo banho de água fria, com uma mangueira. Às vezes, com o calorzão que anda fazendo por aqui, tomo até três banhos de água de mangueira por dia. Uma loucura.
Mas, gente! Como é divertido tomar banho no lago. Recomendo prá todo mundo. Vou até sugerir à Tia Elza que deixe o Baltazar, que também é beagle, tomar banho de lago. Se não puder vir aqui ao sítio, pode nadar lá no lago do Parque Ibirapuera.

         -         -         -         -         -         -
É isso aí, gente. Tem umas fotos aí de como eu fico quando saio do lago.





E aproveito para agradecer ao meu secretário, Pai JF, por mais uma vez digitar aquilo que eu vou ditando. Como vocês sabem, nós, os beagles, somos inteligentes mas não possuímos dedinhos suficientes para digitar em um computador. Ou para desenhar, então eu pedi pra minha irmãzinha Lu Farias fazer um cartão de Natal personalizado pra mim. Vejam que legal:


Um feliz Natal para todo mundo e um 2011 repleto de paz, saúde, realizações, felicidades, dinheiro, prá todos.

Eddie Wood (Ed, para os íntimos)

4 comentários:

Luciana L.V.Farias disse...

Ah, tá... mas bem que eu vi um certo beagle todo enlameado entrar na casa atrás da mãe pra pedir pra ela um banho de mangueira!

Só não vou contar que beagle foi esse porque não sou dedo-dura!!!

Blog do Beagle disse...

Levarei o Baltazar ai para tomar banho no lago com vc e depois, não conseguirei distinguir vocês, tão parecidos que são. Aposto que ele vai amar a experiência. Querido Ed, feliz natal ao lado dessa familia linda que vc adotou. Por favor, transmita meu beijo carinhoso para cada um, a começar por vc. Elza, mãe do Baltazar.

Luma Rosa disse...

Ed, você é muito fofo e arteiro!! Ainda está na flor da idade, aproveita nadar muito no lago. O Max, meu cão, nadava muito, só que agora ele está idoso, com dor nas juntas e se cansa facilmente, senão poderiam cair no lago juntos, mas ele topa fazer artes! Ô se topa!! Feliz natal!!

Baby disse...

haha a história do lago e muito legal Ed.

Uma vez minha mamãe me levou para dentro de um lago para nos nadarmos só que não gostei muito da idéia . kkkkkkk. Odeio Água.


Auaubraços mue amigo .

=)