quarta-feira, 14 de maio de 2008

TÔ GORDO!!!





-BLUUURRRRRPPPPP!!! (Som de arroto)

Pessoal, estou engordando demais! Também, o que tem prá comer nesse sítio...

Tão vendo esses dois aí ao lado? São dois irmãos. O mais velho é o Cliford. O menor e mais novo é o Bisteca. Os dois são filhos do Scooby-Doo, aquele meu amigo que faleceu há pouco tempo. O Bisteca, imaginem só, é surdo. Só atende chamado quando vê e percebe que alguém o está chamando. Esses dois Golden-Retriever moram aqui no sítio e pertencem à minha tia Maria Amélia, irmã do meu pai JF. Já sou muito amigo deles. Agora, vou contar nossa última pilantragem.

A ração do Cliford e do Bisteca fica guardada em um quartinho. Só a Estela, que cuida dos dois, é que tem a chave. Porém, como vocês todos sabem, nós, cachorros, somos muito espertos. Dia desses, a Estela não fechou o quartinho direito.

Bom, nem preciso dizer, não é mesmo? O Cliford e o Bisteca me convidaram e lá fomos os três, disfarçadamente, pé-ante-pé, forçar a porta do quartinho de rações.

Gentes, que fartura! Passamos quase a tarde inteira comendo ração à vontade. Hummmm! Uma ração de primeira! Muito boa.

Lá pelo fim da tarde, veio a Estela para dar a ração pro Cliford e pro Bisteca e nos pega no flagra! Prá quê? Nessa tarde os dois não ganharam jantar. E, ainda por cima, a Estela veio me dedurar prá mãe Nina. Resultado: eu também fiquei sem jantar.

Mas, quem se importa? Os três já tínhamos comido tanto que já estávamos com a barriga quase arrastando no chão! heheheheheheheheh... BLUUURRRRRPPPPP!!! (Som de arroto)

Já falei prá vocês a quantidade de macacos que tem aqui no sítio? É macaco que não acaba mais: saguis, bugios, macacos-prego. Ficam comendo tudo quanto é fruta que tem por aqui. Eu fico muito bravo com isso. Onde já se viu uma coisa dessas? Lato, lato, lato... E eles ficam lá em cima das árvores e não vem me enfrentar no chão. Mas, ficam me atirando mangas, caquis, seja lá o que for que eles estejam pegando.

Agora, entretanto, tem um abacateiro, perto de casa, que está carregado de abacates. E lá estava o bando colhendo e comendo abacates. Só que eles são grandes desperdiçadores. Comem um pedaço do abacate, jogam no chão (quando não em mim) e já pegam outro abacate. São incapazes de comer um abacate inteiro!

Aí, fiquei pensando: mas que graça eles sentem em comer abacates? A melhor coisa a fazer era experimentar um abacate, não é mesmo? E lá fui eu experimentar um abacate derrubado pelos macacos.

-Gentes!!! Que gostoso que é um abacate!

Pois é! Virei sócio dos macacos. Comi tanto abacate que nem tive vontade de comer a ração que mãe Nina me deu. Amanhã, estarei novamente lá embaixo do abacateiro comendo mais abacates desperdiçados pelos macacos.

Abração proceis!

Eddie Wood - BLUUURRRRRPPPPP!!! (Som de arroto)

6 comentários:

Luciana Farias disse...

Ed, Ed... vê se manera nessa comilança, ou você vai ter que ir pra um spa, já pensou???

Nina disse...

É, filhinho!
Agora vc já voltou a ficar mais magro, pois acabaram os abacates. Também vc comeu todos! Tadinhos dos macacos!
Beijão da mamãe

Marco disse...

Alá! Não te falei? Comer demais traz problemas. Você gosta de abacate? Eu também, especialmente batido com leite. Acho que você é o primeiro da sua espécie que gosta de abacate. Guloso, heim, rapaz? Carpe Diem.

Baby disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Baby disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Baby disse...

haha , você disse sobre o abacate e me lembrei de uma coisa q ocorreu aqui em casa .
Foi o seguinte meu avô estava brincando comigo de jogar a bolinha , ate que ele jogou a bolinha e ela sumiu, ate ai tudo bem pois achei outra bolinha que era de um formato estranho , quando mordi para ir levar ao meu avô descobri que não era uma bola e sim algo doce, então comecei a comer o objeto estranho,meu avô disse a minha mãe e os dois começaram a rir, ate q minha mãe chegou e disse que aquilo era uma fruta chama mamão . Então deus desse dia comecei a adorar frutas.

Auaubraços para você meu novo amigo Ed.